Product was successfully added to your shopping cart.
Suplementação
  
Minerais
  

Cálcio: o que é, para que serve, benefícios e contraindicação

Cálcio

Você sabe para que serve o Cálcio? Muito provavelmente você já deve ter ouvido falar sobre esse mineral em embalagens de produtos, remédios, suplementos e até em reportagens ou matérias na mídia.

Mas a verdade é que todos os seres humanos possuem cálcio no seu organismo e precisam dele para manter um bom funcionamento do corpo.

Muito ligado à formação e bom funcionamento do sistema ósseo do corpo humano, o cálcio também possui diversas outras funções no organismo.

Portanto, ter os níveis de cálcio regulados é muito importante para manter a saúde do corpo como um todo. E a melhor forma de repor esse mineral, tão importante no para a saúde, é através da alimentação.

Apesar da importância do cálcio para nosso organismo, em um mapa global de ingestão de cálcio lançado pela Fundação Internacional de Osteoporose (IOF – International Osteoporosis Foundation), nota-se que o brasileiro não possui o hábito de consumir a quantidade devida de cálcio em sua rotina alimentar.

E é neste ponto que a suplementação alimentar pode ajudar.

Veja o que você irá encontrar neste artigo:

O que Cálcio e como ele atua no organismo?

O cálcio é um mineral muito importante para o bom funcionamento do organismo. Ele está diretamente ligado à mineralização e manutenção dos ossos e dos dentes.

Ele também é mineral mais abundante em nosso corpo, e a maior parte desse cálcio (99%) está presente justamente na nossa estrutura óssea e nos dentes.

O restante do cálcio encontrado em nosso organismo está distribuído nas correntes sanguíneas, tecidos e músculos. Isso significa que, o cálcio desempenha outras funções além da formação e manutenção da nossa estrutura óssea e dentária.

A maioria deste cálcio encontrado fora da estrutura óssea e dentária, está localizado dentro das células, o cátion intracelular, contando apenas com 2% fora das células, ou seja, extraceular. Em conjunto com outros eletrólitos, como o sódio e o cloreto, o cálcio realiza o controle da atividade elétrica muscular, tanto cardíaca quanto esquelética.

Por isso, a manutenção dos níveis ideais do mineral é fundamental para se chegar à homeostase, ou seja, habilidade de manter o meio interno em um equilíbrio quase constante, independentemente das alterações que ocorram no ambiente externo.

Para que serve o Cálcio

De acordo com estudos realizados pela ILSI (International Life Sciences Institute Brasil) o cálcio desempenha diversas funções importantes no corpo.

Ele é um elemento essencial para manter a saúde dos ossos, estimular o processo de coagulação sanguínea, além de garantir a integridade e funcionalidade dos nervos e permitir a contração muscular.

Veja em mais detalhes para que serve o cálcio no corpo humano:

  • Forma e dá estrutura para os ossos e dentes;
  • Permite a contração muscular;
  • Contribui para coagulação sanguínea;
  • Transmite impulsos nervosos;
  • Mantem o equilíbrio do pH sanguíneo.

Benefícios do cálcio para a saúde

Principalmente enquanto crianças, a ingestão de cálcio é muito importante para a saúde.

Conforme a criança cresce, o cálcio contribui para a formação dos ossos que se manterá ali pelo resto de suas vidas. Depois que a criança cresce, o cálcio ajudará a manter os ossos e desacelerar consideravelmente a perda de densidade óssea, parte natural do processo de envelhecimento.

Além disso, é comum que mulheres que passam pela menopausa percam densidade óssea. E para evitar problemas futuros, principalmente relacionados a osteoporose, por exemplo, é muito importante fazer a reposição e manutenção do cálcio no organismo.

O cálcio também ajuda na contração muscular. Uma vez que o nervo estimula um músculo para fazer o trabalho de contração, o corpo precisa liberar cálcio para ajudar as proteínas dos músculos pra fazer esse processo. E isso é muito importante para todos nós, mas principalmente atletas e pessoas que trabalham usando muito os músculos do corpo.

O processo de coagulação do sangue é muito complexo e envolve diversas etapas, mas o cálcio possui um papel fundamental nesse processo. Ele ajuda a manter a ação do músculo cardíaco, além de relaxar o músculo visceral envolvido pelos vasos sanguíneos. Todos esses processos geralmente são impulsionados pela Vitamina D, que ajuda o organismo a absorver o cálcio com maior facilidade.

Estudos também revelam que o cálcio tem o poder de diminuir a pressão arterial, oferecer melhores valores de colesterol bom para o corpo, além de um risco muito menor do desenvolvimento de pólipos de cólon, que podem aparecer no cólon ou reto, e em alguns casos podem se transformar em câncer.

Alimentos que contém Cálcio

A melhor forma de nutrir e repor o cálcio no organismo é através de uma alimentação rica em alimentos com alto teor de cálcio. Esses alimentos podem ser incorporados ao seu planejamento alimentar de forma simples, afinal, a maioria deles são facilmente encontrados em supermercados e feiras locais.

Alguns alimentos que são boas fontes de cálcio:

  • Leite, Iogurte, queijo e outros derivados do leite;
  • Sardinha e Salmão;
  • Brócolis, Nabo, Couve e outros vegetais verdes;
  • Nozes, Amêndoas, Castanha do Pará e Amendoim;
  • Gergelim e Chia;
  • Fubá;
  • Tofu.

Apesar desses alimentos serem excelentes fontes de cálcio, é muito importante se atentar sobre a absorção desse cálcio pelo organismo.

Alguns nutrientes podem ajudar na absorção do cálcio pelo corpo, como é o caso da Vitamina D, que aumenta a adesão do cálcio nos ossos e a estimula o intestino a absorver uma maior quantidade de cálcio.

Além disso, alimentos e suplementos a base de cafeína e ferro podem ajudar consideravelmente na absorção do cálcio pelo organismo.

Outro ponto importante que pode aumentar a absorção de cálcio pelo corpo é a prática de atividade física, principalmente as que envolvem impacto, como as corridas, caminhadas, dançar, pular corda e outras.

Tais atividades estimulam a absorção do mineral e ainda estimula o acúmulo na massa óssea.

Suplementos Alimentares

É importante lembrar os alimentos de origem animal, especialmente o leite e seus derivados, são as maiores fontes de cálcio em nossos cardápios. Porém, por restrição alimentar devido à alergias a produtos derivados do leite, ou até mesmo por opção, este tipo de alimento muitas vezes fica de fora do cardápio de muitas pesssoas.

Nestes casos, os suplementos aliementares podem ser poderosos aliados para manter os níveis diários de ingestão de cálcio dentro do recomendado.

Hoje em dia já é possível encontrar no mercado produtos importados e específicos de cálcio que trazem de 1000mg até 1200mg por dosagem, o que seria suficiente para atingir a quantidade diária de cálcio recomendada.

Mas, não fica por aí. Os multivitamínicos em sua grande maioria apresentam em suas fórmulas minerais como o cálcio que, apesar de não ter a quantidade total necessária para suprir as necessidades diárias, contém uma contidade mínima de cálcio que ajudará no complemento diário do mineral.

Deficiência de Cálcio

De acordo com estudos catalogados pela SciElo, que investigam os efeitos do excesso e falta de cálcio no corpo, percebe-se que a deficiência de cálcio pode ocasionar graves problemas à saúde.

No curto prazo, um dos maiores problemas ocasionados pela hipocalcemia (deficiência de cálcio) é o enfraquecimento dos ossos. Além disso, a hipocalcemia também pode ocasionar dores musculares, câimbras, confusão mental e formigamento nos lábios e dedos.

No longo prazo, a deficiência de cálcio no organismo pode levar a alterações na região dos dentes, problemas cataratas, osteoporose, e até alterações no cérebro.

Um dos maiores problemas é que nem sempre às pessoas sabem que estão com baixa quantidade cálcio no corpo, uma vez que a deficiência do mineral geralmente não ocasiona sintomas iniciais perceptíveis e característicos, se tornando mais evidentes através de exames médicos, ou com o passar do tempo.

Os principais efeitos da deficiência do mineral são:

  • Ossos mais fracos;
  • Dentes fracos e quebradiços;
  • Osteoporose (estágios mais avançados);
  • Dores e espasmos musculares;
  • Transtornos alimentares como bulimia ou anorexia;
  • Falta de hormônio da paratireoide;
  • Fadiga extrema;
  • Unhas mais fracas e quebradiças;
  • Pele ressecada;
  • Psoríase;
  • Eczemas ou inflamação na pele;
  • Falência renal;
  • Pancreatite;
  • Convulsões, arritmias e até a morte (em casos mais avançados).

Em alguns casos, o cálcio ainda pode ocasionar problemas relacionados a depressão. Mas, e quanto ao excesso de cálcio? Quais problemas pode ocasionar?

Cálcio em excesso faz mal?

De forma inversa a hipocalcemia, a hipercalcemia é caracterizada pelo excesso de cálcio. Esse fenômeno ocorre quando o valor de cálcio no sangue é superior a 12mg/dl e geralmente é ocasionado por alterações hormonais.

Os sintomas mais comuns do excesso de cálcio são:

  • Dores de cabeça constantes;
  • Vontade frequente de urinar;
  • Diminuição do apetite;
  • Arritmias cardíacas;
  • Cansaço excessivo;
  • Sensação de sede frequente;
  • Alteração nos rins;
  • Cãibras frequentes;
  • E espasmos musculares.

O excesso de cálcio no sangue pode ser extremamente prejudicial à saúde, principalmente para quem já sofre com problemas cardiovasculares e relacionados ao colesterol alto. Isso acontece porque o excesso de cálcio pode se acumular nas paredes das artérias que levam sangue para o coração, que pode culminar em problemas como o AVC e infarto.

Não apenas isso, a hipercalcemia também pode favorecer a osteoporose, pedras nos rins, entre outros problemas.

Causas mais comuns para hipercalcemia

Entre as causas mais comuns para hipercalcemia, está o hipertireoidismo, que resulta da produção excessiva de um hormônio (tiroxina) que fica na tireoide (glândula localizada na região do pescoço).

O hipertireoidismo pode apresentar diversos sintomas, como irritabilidade, perda de peso inesperada, sudorese e batimentos cardíacos irregulares.

Além do hipertireoidismo, a hipercalcemia pode ser causada por outros fatores como:

  • Uso de remédios diuréticos (ou com alto teor de lítio);
  • Desidratação grave;
  • Tumor no pâncreas;
  • Doença óssea de Paget;
  • Excesso de Vitamina D;
  • Excesso de Vitamina A;
  • Tumor nos ossos, rins ou intestino.

Geralmente, o diagnóstico para hipercalcemia é realizado através do exame de sangue. Caso detectado o aumento na quantidade de cálcio no sangue, o médico pode solicitar outros exames para verificar as causas da hipercalcemia e dar prosseguimento ao tratamento.

Efeitos Colaterais do Cálcio

Adotar uma dieta rica em cálcio ou investir em suplementos desse mineral pode trazer diversos benefícios. Principalmente para quem sofre ou deseja se prevenir da osteoporose, risco de fraturas, entre muitos outros. Os efeitos colaterais que podem aparecer após a ingestão de um suplemento de cálcio e vitamina D são:

  • Dores abdominais;
  • Gases;
  • Diarreia;
  • Boca seca ou gosto metálico na boca;
  • Dores musculares;
  • Fraqueza ou sensação de cansaço;
  • Falta de disposição;
  • Aumento da sede (e consequente vontade de urinar);
  • Perda de apetite;
  • Batimentos cardíacos irregulares;
  • Prisão de ventre;
  • Sonolência;
  • Dor de cabeça;
  • Dor ao urinar.

Contraindicação do suplemento de Cálcio

Antes de consumir um suplemento de cálcio, deve-se ter atenção se existe alguma alergia a algum dos componentes da fórmula que compõe o suplemento. Além disso, também é contraindicado consumir alimentos ricos em cálcio e suplementos pessoas que possuem:

  • Excesso de cálcio no sangue;
  • Pedra nos rins;
  • Doenças cardíacas;
  • Sarcoidose;
  • Hipertireoidismo ou doenças similares;
  • Doenças do fígado (obstrução biliar ou insuficiência hepática);
  • Insuficiência renal;
  • Sarcoidose;
  • Síndrome da “mal absorção ou a cloridria”.

Conclusão

Como já dito é sabido que o brasileiro não tem por hábito ingerir a quantidade devida de cálcio necessária para suprir as necessidades diárias.

Ao contrário de outros países em que o consumo de cálcio é adequado ou superior, a maior parte da população sequer sabe da importância desse mineral para manutenção da saúde. E apesar de tão popular, muitos só procuram considerar o consumo desse mineral quando já se tem um problema adquirido por conta da falta dele.

O cálcio é um mineral comumente muito indicado para pessoas da terceira idade, principalmente para prevenir problemas relacionados ao enfraquecimento dos ossos. Entretanto, o cálcio pode ser usado por qualquer pessoa que queira manter a saúde em dias e ter mais qualidade de vida.

Assim como acontece com qualquer mineral ou nutriente, é muito importante monitorar de perto a ingestão do mesmo a fim de não ingerir mais, ou menos que o necessário. De acordo com NIH (National Institute of Health), uma pessoa adulta deve ingerir 1000 mg de cálcio todos os dias, já pessoas com mais de 50 anos ou mulheres durante a amamentação, 1200 mg por dia.

Atingir essa meta pode ser fácil com uma alimentação adequada e o auxílio de suplementos, basta analisar a quantidade de cálcio que cada alimento/refeição e/ou suplemento contém e fazer o balanceamento certo.

Agora você sabe mais sobre as propriedades do cálcio e como ele atua no corpo humano. Se gostou desse artigo, não se esqueça de deixar um comentário logo abaixo e compartilhar esse artigo nas redes sociais. Assim, você ajudará mais pessoas a entender mais sobre esse mineral muito importante para nossa saúde.