Product was successfully added to your shopping cart.
Suplementação
  
Coração
  

Ômega 3: O que é, para que Serve e 11 Benefícios para a Saúde

Ômega 3

O interesse por saber para que serve Ômega 3 tem crescido muito nos últimos anos e em todo o mundo.

Isso porque esse tipo de gordura boa, que é encontrada em alguns peixes de água salgada e vegetais, tem diversos tipos de benefícios comprovados.

Neste artigo vamos explicar melhor o que é o Ômega 3, além dos seus usos e 11 benefícios incríveis para a saúde.

Veja o que você irá encontrar nesta artigo:

O que é Ômega 3?

O Ômega 3 é um ácido graxo, ou seja, uma "gordura boa", como dissemos anteriormente. Ele é classificado como um lipídio da classe de gorduras poli-insaturadas.

Esse composto não pode ser produzido pelo corpo humano, mas tem a capacidade de trazer diversos benefícios ao nosso organismo.

As propriedades dessa substância foram observadas pela primeira vez em meados da década de 1970, quando cientistas estudaram os modos de vida e a saúde de grupos de inuítes que habitam a Groenlândia.

Os estudos apontaram que aquelas pessoas tinham uma dieta muito rica em peixes, como o salmão e o atum, e em algas marinhas. Ao mesmo tempo, haviam desenvolvido uma maior resistência a determinados tipos de doenças.

Na época, não se sabia ainda que o responsável pela boa saúde dos esquimós era o Ômega 3, o que foi observado ao longo dos anos.

Hoje em dia, sabe-se que esse tipo de gordura do bem é responsável, inclusive, por evitar e/ou diminuir o estresse oxidativo que causa doenças cardiovasculares.

Ômega 3 é um tipo de gordura boa, que é encontrada em alguns peixes de água salgada e vegetais, tem diversos tipos de benefícios comprovados.

Os tipos de ômega 3

Existem pelo menos quatro principais tipos desse ácido graxo. São eles:

  • Ácido Alfa-Linolênico (ALA): pode ser encontrado em sementes de chia, linhaça e oleaginosas, como as castanhas. Além disso, também pode ser encontrado em algumas espécies de algas marinhas;
  • Ácido docosahexaenoico (DHA): tipo de Ômega 3 comum em peixes de água gelada, como aqueles encontrados no polo norte;
  • Ácido eicosapentaenoico (EPA): pode ser extraído de outros tipos de peixes que também são encontrados no hemisfério sul, como salmão e atum;
  • Ácido estearidônico: presente em óleos essenciais, como de prímula e borragem.

Para que serve Ômega 3?

O Ômega 3 serve como suplemento alimentar, já que não é produzido naturalmente pelo organismo humano.

Nesse sentido, apesar de o composto ser encontrado naturalmente, hoje em dia é fácil encontrá-lo na forma de cápsulas oleaginosas vendidas em lojas especializadas, para um melhor consumo.

Consumir Ômega 3 de forma regrada e consciente pode trazer inúmeros benefícios à saúde. Confira alguns no próximo tópico!

11 benefícios do Ômega 3 para a saúde

Os benefícios dessa substância são provenientes das suas muitas propriedades. Leia os tópicos abaixo e saiba, de fato, para que serve Ômega 3!

1. Combate a depressão

A depressão, a ansiedade e outros tipos de distúrbios psicológicos, ocorrem quando os níveis dos neurotransmissores responsáveis pelo bem-estar, como a serotonina e a dopamina, estão muito baixos no organismo.

O ômega 3, por sua vez, interage com o sistema nervoso central, aumentando a produção desses componentes.

Com os níveis desses hormônios estáveis, o indivíduo pode ver a depressão desaparecer gradativamente.

2. Combate inflamações

Um dos principais usos do Ômega 3 é o combate a processos inflamatórios, até mesmo os mais complexos.

Isso porque esse composto age diretamente no foco desses processos, que são reações naturais do sistema imunológico.

Assim, menos substâncias inflamatórias são produzidas, como as citocinas. Isso reduz inflamações comuns e até processos de maior gravidade, como inflamações intestinais, por exemplo.

3. Controla a glicemia

Estudos recentes comprovaram que o consumo de Ômega 3 pode diminuir a resistência à insulina.

A insulina é um hormônio responsável pelo controle da glicose no organismo. Com isso, a sua falta pode gerar a hiperglicemia, ou diabetes.

Nesse sentido, o consumo de Ômega 3 pode controlar a glicemia e evitar os efeitos negativos do diabetes, sobretudo o tipo 2.

4. É eficaz contra doenças cardiovasculares

Um dos principais resultados de pesquisas sobre para que serve Ômega 3, são os benefícios desse ácido graxo à saúde cardiovascular.

Um dos principais resultados de pesquisas sobre para que serve Ômega 3, são os benefícios desse ácido graxo à saúde cardiovascular.

Como citamos anteriormente, o Ômega 3 combate o estresse oxidativo, que é o responsável pela formação de placas de gordura em veias e artérias.

Além disso, essa substância favorece a produção do colesterol bom (HDL) e melhora a circulação sanguínea.

Todo esse combo de benefícios evita o aparecimento de doenças como AVC, infarto, aterosclerose, arritmia e insuficiência cardíaca.

5. É antiasmático

A asma é, em suma, uma doença provocada por reações anti-inflamatórias exageradas.

O Ômega 3, por sua vez, possui propriedades anti-histamínicas, que reduz esses arroubos do sistema imunológico. Isso pode ajudar a controlar a asma de várias formas diferentes.

6. É útil no controle de déficit de atenção e TDAH

O TDAH (Transtorno do Déficit de Atenção com Hiperatividade) e outros distúrbios semelhantes, são causados por inconsistências no sistema nervoso de crianças, podendo persistir até a vida adulta.

Porém, o consumo de Ômega 3, principalmente do tipo EPA, pode estimular uma reorganização neural, reduzindo os efeitos desses distúrbios.

Para isso, é necessário suplementar a dieta das crianças acometidas com quantidades adequadas da substância.

7. Fortalece os músculos

Consumir Ômega 3 também pode fortalecer os músculos, acelerando a regeneração das fibras musculares depois de treinos, por exemplo.

Isso não apenas fortalece a musculatura, como também tonifica os músculos e auxilia no ganho de massa magra.

8. Melhora a saúde da pele

O Ômega 3 do tipo DHA interage perfeitamente com as células da pele, estimulando a produção de colágeno e combatendo os agentes oxidantes.

Esse efeito evita o envelhecimento precoce, o ressecamento da pele e o aparecimento de doenças graves como o melanoma.

9. Previne e controla doenças autoimunes

As doenças autoimunes são condições nas quais o sistema imunológico ataca células saudáveis do corpo, causando danos a nervos, órgãos, etc.

Dentre as enfermidades do tipo mais conhecidas estão a esclerose múltipla e o lúpus, por exemplo.

Esse problema ocorre por uma falha na detecção do sistema imune, que entende as células saudáveis como adoecidas.

O Ômega 3 tem a capacidade de prevenir o aparecimento dessas doenças ou até minorar os efeitos das já existentes.

Esse ácido graxo interage com as células de defesa do corpo, equilibrando o seu raio de ação.

10. Tem propriedades anticoagulantes

Os tipos de Ômega 3 DHA e EPA possuem ação anticoagulante, impedindo a junção de plaquetas e a formação de trombos.

Essa propriedade é extremamente benéfica, uma vez que evita doenças graves como a trombose e o AVC, por exemplo.

11. Turbina o cérebro e previne doenças neurodegenerativas

A maior parte do cérebro, cerca de 60% do total, é constituída de gordura, e o Ômega 3 interage perfeitamente com a massa encefálica, contribuindo para o seu bom funcionamento.

Muitas pessoas não sabem, mas a maior parte do cérebro, cerca de 60% do total, é constituída de gordura.

Por esse motivo, o Ômega 3, que também é um tipo de gordura, interage perfeitamente com a massa encefálica, contribuindo para o seu bom funcionamento.

Aumentar o consumo de Ômega 3 pode prevenir a degeneração das células cerebrais e evitar problemas cognitivos, como a falta de memória, por exemplo.

Além disso, doenças neurodegenerativas, como o Alzheimer e o Parkinson, são retardadas e até evitadas pela ação desse composto, que também melhora as ligações entre os neurônios.

Bônus: Ômega 3 pode ser tomado na gravidez e gerar muitos benefícios

A grande maioria do público que quer saber para que serve Ômega 3 é composto por mulheres grávidas.

E essas futuras mamães têm toda razão, uma vez que este composto natural de fato pode trazer benefícios específicos para a gravidez. Veja alguns:

  • Redução no risco de pré-eclâmpsia e parto prematuro;
  • Auxílio na formação do tubo neural do feto;
  • Redução no risco de desenvolvimento de distúrbios neurocognitivos no bebê;
  • Entre outros.

Como tomar Ômega 3 corretamente?

Entender para que serve Ômega 3 está intimamente ligado a conhecer o consumo correto desse suplemento alimentar.

Isso porque para absorver os benefícios dessa substância é necessário consumi-la corretamente.

Além disso, a melhor maneira de suplementar os níveis Ômega 3 no organismo é por meio das famosas cápsulas gelatinosas.

Porém, é necessário ter cuidado para não exagerar no consumo do Ômega 3 mesmo nessa forma, que, aliás, contém quantidades concentradas do princípio-ativo.

Para indicar melhor a quantidade ideal a ser consumida, criamos uma lista que aponta quantas miligramas (mg) de Ômega 3 devem ser ingeridas por dia, por integrantes das diferentes faixas etárias. Confira abaixo:

  • Recém-nascidos dos 0 aos 12 meses: 500 mg;
  • Crianças de 1 a 3 anos: 700 mg;
  • Crianças de 4 a 8 anos: 900 mg;
  • Meninos de 9 a 13 anos: 1200 mg;
  • Meninas de 9 a 13 anos: 1000 mg;
  • Meninos de 14 a 18 anos: 1600 mg;
  • Meninas de 14 a 18 anos: 1100 mg;
  • Homens adultos e idosos: 1600 mg;
  • Mulheres adultas e idosas: 1100 mg;
  • Gestantes: 1400 mg;
  • Mulheres que amamentam: 1300 mg.

Vale destacar, ainda, que é altamente indicado fazer consultas médicas antes de iniciar o consumo de Ômega 3, sobretudo no caso de idosos e crianças.

Existem contraindicações e efeitos adversos decorrentes do uso exagerado do Ômega 3?

Em geral, pode-se dizer que não existem contraindicações ao uso do Ômega 3. Por outro lado, exagerar no consumo pode sim trazer efeitos colaterais desagradáveis.

Alguns deles são:

  • Náuseas, azia e vômitos;
  • Dores de cabeça;
  • Suor com odor (semelhante ao de peixe);
  • Mau hálito (também semelhante ao cheiro de peixe sendo tratado);
  • Entre outros.

Além disso, o excesso desse tipo de ácido graxo pode causar efeitos contrários aos benefícios concedidos.

Como exemplo, a quantidade certa de Ômega 3 pode melhorar o sistema imunológico, enquanto o seu excesso pode atrapalhar o bom funcionamento das defesas do corpo.

Portanto, ao usar esse suplemento, siga à risca as indicações da nossa tabela de consumo adequado.

Além disso, se você faz uso de medicações de uso contínuo, deve consultar um médico antes de começar a consumir Ômega 3.

Conclusão

Ao longo deste artigo você pôde entender para que serve Ômega 3 e conheceu mais detalhes sobre esse importante suplemento alimentar.

Aqui demonstramos os benefícios desse ácido graxo e falamos, entre outras coisas, sobre a melhor forma de consumí-lo.

No nosso site você encontra diversos tipos de suplementos de Ômega 3 vendidos em cápsulas gelatinosas, para um consumo descomplicado e seguro. Confira!