Product was successfully added to your shopping cart.
Suplementação
  
Minerais
  

Potássio: o que é, para que serve, benefícios e contraindicação

Potássio

Para que serve o potássio? Ele se trata de um mineral essencial no organismo, pois contribui para o correto funcionamento do sistema nervoso, muscular e cardíaco. Além disso, é crucial para o equilíbrio do pH sanguíneo.

O potássio normal ou equilibrado é a fonte de diversos benefícios para o corpo humano. O problema é quando há o potássio alto ou baixo, o que pode causar cansaço, arritmias cardíacas e desmaios.

Para obter o potássio na dosagem certa, é necessária uma alimentação equilibrada e o uso sábio dos suplementos de potássio. Prossiga com a leitura e entenda mais sobre esse nutriente!

O que é o potássio?

“Essencial para o organismo, o potássio é um dos principais componentes das células humanas.”

O potássio se trata de um nutriente de origem mineral essencial ao funcionamento do organismo humano. Quimicamente, ele é um metal da família dos metais alcalinos, sendo representado pela letra K.

Biologicamente, o potássio no corpo é o terceiro mineral mais abundante, estando atrás apenas do fósforo e do cálcio. Em sua forma de minério, não pode ser consumido, apenas na alimentação com fontes de potássio ou em suplementos.

E por que é consumido? Bem, o nutriente se trata de um dos principais componentes das células humanas e tem um papel fundamental em diferentes funções corporais. Ele é um eletrólito que se encontra dentro das células e realiza:

  • O balanceamento hidroeletrolítico do organismo, o que evita a desidratação e gera o equilíbrio do pH sanguíneo;
  • A emissão de sinais nervosos, que regulam a contração cardíaca e muscular e os reflexos;
  • O desenvolvimento muscular.

Em homens, mulheres e crianças, o valor normal de potássio no sangue é entre 3,5-5 mEq/L.

Para que serve o potássio no organismo?

O potássio, junto de outros eletrólitos presentes no corpo, tem papel na condução dos impulsos nervosos. Também atua na função cardíaca, na contração do músculo esquelético, na regulação da pressão arterial e no metabolismo em si.

No desenvolvimento muscular, ele tem importância nos períodos de crescimento, pois parte do mineral é armazenada nas células musculares. No sistema nervoso, auxilia na comunicação dos neurônios (sinapse).

Por fim, tem relevância enorme no transporte ativo realizado entre as células do corpo, pois é parte do processo de bomba sódio-potássio.

Quais são os benefícios do potássio para a saúde?

Em níveis adequados (ou seja, "potássio normal"), o nutriente é capaz de beneficiar a saúde nervosa, circulatória, muscular e óssea. Além disso, previne diferentes doenças e regula o metabolismo de maneira positiva.

Para entender melhor, vamos conhecer os benefícios do potássio para a saúde!

Auxilia no sistema cardiovascular

O potássio é um dos principais elementos na bomba sódio-potássio, que se trata de um transporte ativo realizado entre as células do corpo. Quando o nutriente tem boa presença, o excesso de sódio é bombeado para fora do organismo pela urina.

Dessa forma, a hipertensão arterial é aliviada ou até mesmo evitada.

Promove o fortalecimento dos ossos

O potássio no organismo acaba combatendo os ácidos que “roubam” o cálcio presente nos ossos, como o ácido oxálico e o fítico. Dessa forma, mantém uma boa densidade óssea no corpo humano.

Como consequência, os rins precisam filtrar menos cálcio, o que reduz a chance da formação de cálculos renais.

Ajuda na comunicação dos neurônios

Assim como as vitaminas do Complexo B, o potássio é um nutriente importante na comunicação dos neurônios. A sua função vasodilatadora na sinapse acaba sendo importante para a memória, oxigenação do cérebro e prevenção de AVCs.

Regula o metabolismo

O potássio no organismo regula os níveis de açúcar presentes no sangue, o que acaba evitando tanto o pico, quanto a escassez. Além disso, o nutriente regula a absorção das gorduras e dos carboidratos pelo corpo.

Permite o melhor funcionamento dos rins

O potássio também regula os níveis de água presentes no corpo, atuando como um isotônico que controla a entrada e saída do fluído. Enquanto o sódio retém o líquido, o potássio realiza sua excreção, gerando equilíbrio e um melhor funcionamento dos rins.

Alivia as dores da cãibra

Através do consumo de alimentos com potássio, é possível evitar as cãibras, pois o nutriente contribui para o melhor funcionamento dos músculos. Dessa forma, há o alívio das dores comumente relacionadas às contrações musculares.

Com isso, o potássio acaba contribuindo indiretamente para o melhor desempenho físico em exercícios de resistência muscular.

Combate o estresse e a ansiedade

O estresse e a ansiedade são relacionados com o nível excessivo de cortisol e de adrenalina no corpo, dois hormônios regulados pela presença do potássio. Quando há o nutriente no corpo, há uma redução dos efeitos do estresse e da ansiedade.

Alivia diferentes dores no corpo

O potássio é capaz de aliviar diferentes dores que podem surgir no corpo, como as dores de cabeça. Por esse motivo que pode ser um dos sintomas do potássio baixo justamente a dor de cabeça.

Ajuda na perda de peso

Como regulador dos níveis de açúcar, o potássio acaba evitando os picos de açúcar no sangue e, consequentemente, da produção de insulina. A insulina incentiva o acúmulo de gordura – com sua menor presença, há menos risco de aumento no peso.

Além disso, o potássio acaba regulando os níveis de água do organismo, o que colabora para o desinchar do corpo. Por fim, ao manter o metabolismo regulado, o nutriente auxilia na perda de peso.

O que ocorre quando há deficiência de potássio?

Segundo estudo publicado no National Institutes of Health, a ingestão insuficiente de potássio pode aumentar a pressão arterial, o risco de pedra nos rins, a remodelação óssea, a excreção urinária de cálcio e a sensibilidade ao sal, isso significa que sem a quantidade ideal de potássio no organismo o individuo passa a ter um risco maior de pressão alta ao ingerir sal.

O valor de referência do potássio no sangue é entre 3,5mEq/L e 5,0 mEq/L. Quando há um valor abaixo desse no organismo, é entendido que o indivíduo sofre de potássio baixo.

O potássio baixo, conhecido como hipocalemia ou hipopotassemia, se trata de um transtorno hidroeletrolítico. Ele acontece quando há diminuição na ingestão de alimentos com potássio ou quando há perda excessiva dele pela urina ou trato gastrointestinal.

As principais causas são o uso de medicamentos (insulina, salbutamol, teofilina), vômitos e diarreia, hipertireoidismo, hiperaldosteronismo, síndrome de Cushing e uso crônico de laxantes. Seus sintomas são:

  • Fraqueza constante;
  • Cãibras musculares;
  • Formigamento e dormência na pele;
  • Distensão abdominal;
  • Dores no corpo;
  • Fadiga;
  • Arritmia cardíaca.

O tratamento para a deficiência de potássio depende da causa do problema, dos sintomas e da presença de potássio no sangue. Pode ser recomendado o consumo de suplementos de potássio, alimentação rica ou potássio administrado direto na veia.

E quando há potássio em excesso no organismo?

O potássio alto, conhecido como hipercalemia ou hiperpotassemia, costuma ser causado por insuficiência renal, sangramento elevado, diabetes tipo 1 ou medicamentos diuréticos. Seus sintomas são:

  • Menor batimento cardíaco;
  • Arritmia cardíaca;
  • Dormência;
  • Vômitos;
  • Fraqueza muscular.

Esses sintomas só surgem em casos de excesso de potássio bastante elevado – se for leve, normalmente não há sintomas. O tratamento recomendado para o potássio alto costuma ser a diminuição dos alimentos fontes do nutriente.

Se for um caso mais grave, pode ser necessário o uso de medicamentos em comprimido ou na veia.

Quais são os alimentos com potássio?

É importante que as taxas de potássio no organismo estejam equilibradas, de forma que não haja deficiência ou excesso. Segundo a OMS, o consumo diário deve ser de, no mínimo, 4,7g para adultos, mas isso varia conforme a faixa etária:

  • Bebês até 6 meses: 0,4g;
  • Bebês entre 7 e 12 meses: 0,7g;
  • Bebês entre 1 e 3 anos: 3,0g;
  • Crianças entre 4 e 8 anos: 3,8g;
  • Crianças entre os 9 e 13 anos: 4,5g;
  • Jovens a partir dos 14 anos: 4,7g.

Para cumprir com essa recomendação, é importante montar uma dieta com alimentos ricos em potássio – e quais são eles?

Carnes com potássio

Entre as carnes, é possível apontar o potássio numa porção de 100g:

  • Frutos do mar no vapor, com 628mg;
  • Peixe cozido, que apresenta entre 380 e 450mg;
  • Sardinha, com 397mg;
  • Fígado de vaca cozido, que possui 364mg;
  • Carne de vaca cozida, que possui 323mg;
  • Carne de cordeiro, que tem 298mg;
  • Carne de frango, com 263mg;
  • Carne de peru, que apresenta 262mg;
  • Fígado de galinha cozido, com 140mg.

Vegetais, leguminosas e outros alimentos ricos em potássio

Fora as carnes, é possível encontrar o potássio nos vegetais, leguminosas e outros alimentos, como os derivados do leite. Tomando como referência uma porção de 100g dos alimentos, você acha o nutriente no:

  • Gérmen de trigo, que possui aproximadamente 958mg;
  • Folhas de beterraba cozidas, que trazem 908mg;
  • Semente de abóbora, que apresenta aproximadamente 802mg;
  • Uva passa, que tem cerca de 758mg;
  • Ameixa seca, que possui 745mg;
  • Amêndoas, com 687mg;
  • Amendoim, que possui 630mg;
  • Abacate, com 602mg;
  • Castanha do Pará, com 600mg;
  • Castanha de caju, que tem 530mg;
  • Batata assada com casca, que apresenta cerca de 418mg;
  • Banana, que carrega 396mg;
  • Queijo cottage, com 384mg;
  • Molho de tomate (em lata), possui cerca de 370mg;
  • Kiwi, com 332mg;
  • Cenoura crua, que possui 323mg;
  • Beterraba, com cerca de 305mg;
  • Aipo, com 284mg;
  • Damasco, que apresenta cerca de 296mg;
  • Iogurte desnatado, com 234mg;
  • Suco de tomate, que possui 220mg;
  • Abóbora, que tem cerca de 205mg;
  • Suco de laranja, que possui cerca de 195mg;
  • Acelga cozida, que traz cerca de 114mg.

Algumas citações honrosas são o feijão preto (355mg), levedura de cerveja (1888mg) e nozes (502mg).

Potássio em cápsulas

Além dos alimentos, você também poderá suprir as suas necessidades diárias de Potássio através dos suplementos alimentares.

Em geral eles não substituiem por completo a necessidade diária de cada indivíduo, mas, pode ajudar a garantir que, ainda que a alimentação não seja a ideal para a ingestão do mineral diariamente, você ainda sim tenha a certa de estar ingerindo a quantidade necessária para o seu dia-a-dia.

É possível encontrar o Potássio em pó, mas, sua forma mais comum é através de suplementos em cápsulas, comprimidos ou tabletes. Vale lembrar que, a maioria dos multivitamínicos não contém em suas fórmulas a presença do mineral, ou seja, ainda que você faça uso de algum multivitamínico diariamente, ainda sim é importante ficar atento à alimentação ou a opção de fazer o uso de um suplemento de Potássio.

Quais são os efeitos colaterais do potássio?

Os efeitos colaterais do potássio são raros, mas podem ocorrer, principalmente em situação de excesso do nutriente. Os efeitos são:

  • Batimentos cardíacos irregulares;
  • Ansiedade;
  • Dispnéia;
  • Cansaço;
  • Confusão;
  • Peso nas pernas;
  • Inchaço;
  • Formigamento nos pés, mãos e lábios.

Por isso que é recomendado que o potássio no corpo esteja em níveis normais e seguros!

Quais são as contraindicações do potássio?

O potássio, ou o cloreto de potássio, costuma ser contraindicado em situações de excesso do nutriente no corpo. Por exemplo, pacientes com insuficiência renal, com diabetes tipo 1 ou que utilizam de medicamentos diuréticos.

Outros casos de excesso são pacientes com doença de Addison descompensada, paralisa periódica familiar, desidratação aguda (fase hipovolêmica) e diarreia grave. Por fim, é contraindicado para portadores de nefropatia, politraumatismo e anemia falciforme.

Além disso, há a contraindicação para pacientes que já utilizam de trifluoreto de bromo e permanganato de potássio. O nutriente acaba reagindo de maneira negativa com eles, o que pode causar danos ao seu organismo.

Conclusão

O potássio se trata de um nutriente de origem mineral essencial para o correto funcionamento do organismo. Seu efeito é sentido no sistema cardiovascular, nervoso, muscular e ósseo, tendo diferentes funções dentro do corpo humano.

Contudo, quando em excesso ou em falta, pode causar danos ao organismo. Por isso que é incentivado uma dieta balanceada em alimentos com o nutriente e um uso consciente dos suplementos de potássio.

Com a presença do potássio normal no corpo, é possível alcançar os diferentes benefícios citados aqui. Para saber se tem deficiência ou excesso, se consulte com um médico ou nutricionista que vai melhor lhe orientar.

Então, agora que sabe para que serve o potássio, você tem uma noção melhor de como usar dele no dia a dia. Se ainda tem dúvidas, comente aqui embaixo ou diga o que achou. Se gostou, compartilhe com os seus amigos e os deixe mais bem informados!