Product was successfully added to your shopping cart.
Suplementação
  
Alimentação
  

Óleo de Coco: 7 benefícios para a saúde, como tomar e efeitos

Óleo de Coco

Para que serve o óleo de coco? Eis um produto que se popularizou no mercado pelos seus benefícios para a pele, para os cabelos e até mesmo para a perda de peso. O óleo de coco é, apesar das polêmicas, um produto recomendado para o público.

Segundo pesquisas, cerca de 62% da produção mundial de copra, a polpa seca do coco, é destinada à fabricação do óleo de coco. O óleo pode ser usado para a alimentação, mas é recorrente o seu uso medicinal e emagrecedor.

Porém, há algum efeito colateral que é causado pelo seu uso? Prosseguindo com a leitura, você vai entender para que serve o óleo de coco e como ele deve ser usado!

Veja o que você irá encontrar neste artigo.

O que é e para que serve o óleo de coco?

“O óleo de coco é um alimento que precisa ser consumido de forma moderada por ser uma gordura. Não é recomendado que ele seja a única fonte de gordura na dieta e ele não é um alimento milagroso.” (Durval Ribas Filho, presidente da Abran)

O óleo de coco é uma gordura obtida a partir do coco seco ou do coco fresco, mais especificamente da espécie Cocos nucifera Linnaeus. Ele é também denominado de óleo refinado (se obtido do seco) ou extravirgem (se obtido do fresco).

O óleo vegetal extraído da polpa do coco é composto por gorduras, mais de 80% de ácidos graxos saturados e insaturados oleico e linoleico. Seu uso é relacionado com o controle do colesterol e com a melhora da saúde da pele e dos cabelos.

Estudos indicam que ele é capaz de aumentar a umidade da pele seca e diminuir os sintomas de possíveis alergias cutâneas. Além disso, o óleo de coco extravirgem apresenta ação anti-inflamatória e é composto por:

Também apresenta ação bactericida, antifúngica e antiviral, sendo utilizado para o fortalecimento do sistema imunológico.

Para que serve o óleo de coco?

O óleo de coco é recorrente em receitas culinárias, sendo utilizado no preparo de gorduras especiais. Ele de fato é uma das melhores fontes de gordura saturada, se não a melhor.

Já no aspecto dermatológico, o óleo de coco é um emoliente, podendo amolecer a pele, e hidratante, combatendo o ressecamento excessivo. Também é possível apontar os benefícios do óleo no cabelo, já que:

  • Dificulta o ressecamento e quebra dos fios;
  • Aumenta o brilho;
  • Diminui a queda de cabelo.

Por fim, o óleo de coco pode ajudar na perda de peso, devido à sua estrutura química mais curta que outras gorduras. Isso permite que seja rapidamente absorvido pelo organismo, o que aumenta a saciedade e impede o armazenamento de gordura.

Porém, para esses benefícios emagrecedores, é necessário que o óleo de coco seja combinado com uma dieta balanceada e atividade física constante.

Quais são os 7 principais benefícios do óleo de coco para a saúde?

Considerado como gordura do bem, o óleo de coco extravirgem é o que mais traz benefícios para a saúde. Ele não passa por refinamento, não perde nutrientes e não é submetido a altas temperaturas.

De qualquer forma, o óleo de coco é um item versátil, já que pode ser usado tanto na alimentação, quanto na aplicação tópica. Ele é capaz de fortalecer o sistema imune, hidratar a pele e os cabelos e ainda aumentar a saciedade, ajudando na perda de peso.

Além disso, estudos ainda iniciais apontam que ele pode controlar o colesterol e melhorar o funcionamento do intestino. Veja agora os principais benefícios do óleo de coco!

Os benefícios do óleo de coco no cabelo e na pele

Há muitos benefícios do óleo de coco no cabelo. Para começar, ele fornece nutrientes como a vitamina E e os ácidos graxos para os fios, aumentando o brilho, diminuindo o ressecamento e desembaraçando-os.

O óleo vegetal forma uma camada protetora nas pontas do cabelo, protegendo-as contra os agentes externos e melhorando a sua aparência. Além disso, ele é antifúngico e bactericida, podendo diminuir a queda de cabelo.

Quanto aos cuidados da pele, o óleo de coco é indicado para peles secas, escamosas e ásperas. Com uso moderado, sua ação antioxidante retira a maquiagem e outras impurezas e acalma a pele com queimaduras ou com sensibilidade elevada pós-praia.

Além disso, é um ótimo hidratante, podendo ser usado nas partes ressecadas do corpo e no rosto, na parte periférica dele.

Combate os efeitos da idade (antioxidante)

Por sua alta concentração de antioxidantes, o óleo de coco também apresenta um ótimo efeito antienvelhecimento da pele. Os antioxidantes são substâncias químicas capazes de “doar” seus elétrons aos radicais livres e ainda permanecerem estáveis.

Com isso, eles tornam os radicais livres estáveis, o que acaba os eliminando do organismo e interrompendo o estresse oxidativo. É o estresse que promove o envelhecimento precoce da pele e o óleo de coco interrompe ele.

Fortalece o sistema imunológico

O óleo de coco apresenta todas as vitaminas anteriormente citadas e também um monoglicerídeo chamada monolaurina, que se forma após a digestão do óleo. Ela e o ácido láurico (47% da gordura do óleo) podem matar patógenos prejudiciais como:

  • Bactérias;
  • Fungos;
  • Vírus.

Dessa forma, ele contribui de certa maneira para a manutenção do sistema imunológico fortalecido.

Auxilia na perda de peso

Primeiramente, a estrutura química mais curta do óleo (que é mais curta que as outras gorduras) permite que ele seja rapidamente absorvido pelo organismo. Isso acaba impedindo o armazenamento de gordura no corpo.

Segundo, a alta concentração de antioxidantes acaba levando à oxidação das gorduras presentes no organismo. Quando a gordura é quebrada no tecido adiposo, ela pode ser usada na forma de energia.

Terceiro, o óleo de coco acelera o metabolismo, dando energia para as práticas físicas. Caso seja combinado com café, que estimula o sistema nervoso central, pode se mostrar um eficiente termogênico.

Aumenta a saciedade

Também por causa de sua estrutura química mais curta, o óleo de coco acaba aumentando a sensação de saciedade. Dessa forma, a vontade de comer mais após uma refeição equilibrada é menor, o que ajuda no processo de emagrecimento.

Não tem contraindicação

O óleo de coco não apresenta nenhuma contraindicação, podendo ser consumido por todos os públicos. Contudo, isso não significa que não deve ser ingerido com cautela, já que ainda pode aumentar os níveis de colesterol total e triglicerídeos no corpo.

O recomendado é o consumo em pequenas quantidades, servindo como uma alternativa para outras gorduras. Afinal, o óleo vegetal ainda é melhor que outras fontes de gordura saturada presentes no mercado.

Pode substituir o óleo de cozinha

O óleo de coco é uma substituição excelente para o óleo de cozinha, já que ajuda:

  • Na redução do colesterol;
  • Na obtenção de energia;
  • Na aceleração do metabolismo;
  • Na queima de gorduras;
  • No aumento da saciedade;
  • Na regulação dos níveis de açúcar no sangue.

O óleo de coco não perde as suas principais propriedades quando é aquecido, servindo tanto para pratos frios e quentes. Caso esteja em busca de uma receita, o óleo funciona bastante para refogar vegetais em temperatura baixa, sendo um tempero a mais.

Como usar o óleo de coco corretamente?

Há diferentes formas de usar o óleo de coco, porém, apenas algumas são o uso realmente correto. O óleo vegetal pode ser usado para emagrecer e para cozinhar, assim como para hidratar a pele e o cabelo. Veja como é o uso em cada tipo!

Como usar o óleo de coco para emagrecer

O óleo contribui para a perda de peso por possuir triglicerídeos de cadeia média, que são absorvidos no intestino e passam diretamente para o fígado. Nele, é usado como forma de energia por órgãos como o cérebro e coração.

A forma mais relevante de usar o óleo de coco para emagrecer é através dos suplementos. O Óleo de Coco 1000mg da Spring Valley é uma opção, podendo ser também usado na saúde bucal e como um forte hidratante.

Seu uso é recomendado para adultos, sendo a dosagem de 2 softgels por dia, de preferência após uma refeição.

Como usar o óleo de coco para cozinhar

Como dito antes, o óleo é um ótimo substituto para o tradicional óleo de cozinha, podendo ser usado para refogar, grelhar ou confeccionar bolos. Para realizar a troca, basta adotar o óleo de coco nas mesmas quantidades que se usa os outros óleos.

Dessa forma, se usa 2 colheres de azeite no preparo dos vegetais, basta usar 2 colheres de óleo de coco no lugar.

Obs: o óleo de coco extravirgem não deve ser usado em frituras, pois queima em ponto mais baixo em relação aos outros óleos.

Como usar o óleo de coco no cabelo

Como usar o óleo no cabelo? É simples: basta preparar uma máscara caseira com outros ingredientes, como babosa e mel, banana e abacate ou azeite. Todos são úteis para a hidratação e nutrição dos fios secos, sem vida e quebradiços.

As máscaras são aplicadas no cabelo recém-lavado e seco, devendo atuar por 20-25 minutos. Após isso, o cabelo precisa ser novamente lavado com shampoo, de forma a remover todos os resíduos do óleo.

Como usar o óleo de coco na pele

Após aprender como usar o óleo no cabelo, você pode também aplicá-lo na pele, devido às já citadas propriedades antioxidantes. Ele pode ser aplicado no rosto com um algodão, sendo recomendada uma maior quantidade na região dos olhos.

É importante que deixe a aplicação atuar por toda uma noite. Além disso, você pode aplicar o óleo como protetor labial (em estado sólido) e como removedor de maquiagem.

O uso em excesso do óleo de coco é ruim?

“Ingerir o óleo de coco em excesso faz mal como acontece com qualquer outro óleo.” (Edson Credidio, nutrólogo e doutor em Ciências de Alimentos pela Unicamp)

Apesar de ser conhecido como a gordura do bem, o óleo de coco ainda pode ter efeitos negativos se consumido em excesso. Mesmo que eleve os níveis do colesterol bom (HDL), ele também eleva os níveis do colesterol total e dos triglicerídeos do corpo.

Dessa forma, se houver excesso, podem surgir efeitos adversos como a formação de placas de gordura nas artérias e doenças cardiovasculares. O recomendado é o consumo em pequenas doses, substituindo de maneira cautelar outras gorduras.

Conclusão

O óleo de coco é uma gordura como qualquer outra – se consumido em excesso, pode causar diferentes efeitos adversos no organismo. Agora, quando consumido de forma moderada, é extremamente benéfico para a saúde.

Seja na forma sólida, líquida ou encapsulada, o óleo de coco fortalece o sistema imune, ajuda no emagrecimento e hidrata o corpo. Ele pode ser preparado de inúmeras formas, o que traz maior versatilidade ao seu consumo.

Inclusive, ele pode ser comprado pronto ou preparado de forma caseira, dependendo da escolha de quem vai consumi-lo. Porém, antes do consumo, é importante visitar um especialista para saber qual é a dosagem ideal.

Consumido dessa forma, o óleo de coco se mostrará mais benéfico que maléfico para o seu corpo. Se gostou do artigo ou tem alguma dúvida, comenta aí embaixo. Se achou o conteúdo relevante, compartilhe e espalhe o conhecimento sobre os produtos naturais!